Pão Diário 19-10-2017

Posted on 19 out 2017

O grande médico

Leia: João 9:1-7 | A Bíblia em um ano: Isaías 56–58, 2 Tessalonicenses 2

Ele mesmo tomou as nossas enfermidades e carregou com as nossas doenças. Mateus 8:17

Ao refletir sobre sua saúde, que estava se deteriorando, John Donne (1572–1631) descreveu o que sentira quando os médicos o examinaram para achar a “raiz” da sua doença. Serenamente, eles discutiram suas conclusões, do lado de fora do quarto.

Em princípio, Donne sentiu medo, mas com o tempo viu a compaixão neles e começou a confiar. A preocupação deles lembrou-lhe de que ele podia confiar no Grande Médico. Ao ler os evangelhos, viu o rosto de Deus o Pai no rosto terno e cheio de compaixão de Jesus.

Muitos de nós lutamos com os nossos pensamentos a respeito de Deus, especialmente durante uma enfermidade. Talvez ao crescermos tenhamos participado de uma igreja que retratava um Deus irado, que nos enviou a doença. Será que podemos confiar nele? Como Donne, voltamo-nos para os evangelhos em busca da razão para confiar em Deus. E a encontramos em Seu Filho Jesus, que foi infalível em compaixão pelos aflitos.

E assim, oramos como fez Donne: “Livra-me, portanto, ó meu Deus, dessas imaginações vãs” — a crença de que por causa do nosso pecado perdemos a bondade e a misericórdia de Deus”. Como Donne disse sabiamente, o grande médico “conhece as nossas enfermidades naturais, pois Ele as teve e conhece o peso dos nossos pecados, e pagou um preço alto por eles”.

A cruz de Jesus é a evidência suprema do amor de Deus. —Oswald Chambers